domingo, 26 de junho de 2011

Sonata e Luar




Ai que a estrada é tão vasta!
E esta montanha tão chã!
Quem me escuta bem sabe
que eu vou morrer amanhã
      de amanhã
            de amanhã.

E não inteiramente apaziguado.

In: BRASILEIRO,Antonio.Poemas reunidos.Salvador:Secretaria de Cultura e Turismo, FUNCEB, 2005.P.37

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será lido.