quinta-feira, 28 de julho de 2011

12ª Caminhada do Folclore – inscrições prosseguem até 5 de agosto


12ª Caminhada do Folclore – inscrições prosseguem até 5 de agosto
   A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), por meio do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) realizará em 21 de agosto, a 12ª Caminhada do Folclore, com o propósito de preservar, valorizar e divulgar as manifestações culturais do povo nordestino. Um grande desfile de grupos folclóricos mostra diferentes aspectos dos traços culturais de Feira de Santana e de outros municípios da Bahia.
   As inscrições continuam abertas até o dia 5 de agosto, no Cuca, no horário comercial. Até agora estão inscritos grupos de Feira de Santana, e de outras cidades baianas, que vão apresentar puxada de rede, quadrilha, capoeira regional e de angola, literatura de cordel, bumba meu boi, samba de roda, afoxé, reisado, samba, caretas, entre outras manifestações.
cartaz_12a_caminhada_do_folclore   Inserida no Guia de Bens Culturais do Brasil, a Caminhada do Folclore, único evento com esse perfil em toda a Bahia, vem desencadeando um movimento de resgate e revitalização dos grupos locais, evitando a sua extinção. Marca também o encerramento das comemorações da Semana do Folclore.
   Já em 12ª edição, a Caminhada se firmou como evento de grande porte, reunindo durante o desfile, os grupos participantes, além de milhares de pessoas que se deslocam dos mais diferentes lugares para prestigiar o cortejo.
     Celismara Gomes, diretora do Cuca, observa que ao longo desses 11 anos, “a caminhada vem passando por um processo de revitalização, trazendo para as ruas os grupos realmente comprometidos com a cultura de raiz”. A partir desse enfoque, o evento tem apresentado várias mudanças, alcançando repercussão fora dos limites de Feira de Santana. A Caminhada conta com o apoio da TV Subaé, Sesc e Prefeitura Municipal.
Socorro Pitombo - Ascom/Uefs
28/7/11

terça-feira, 26 de julho de 2011

Samba de primeira com Maryzelia e os Coisinho

Entrevista

Na linha de frente do grupo Maryzelia e os Coisinho, a Menina Mary vem encantando, com seu samba, um número cada vez maior de fãs.




Você faz parte do cenário musical feirense há algum tempo. Contudo, percebe-se que com a formação "Maryzélia e os Coisinho", sua carreira ganhou uma nova dimensão. Em algumas palavras, fale sobre seu percurso musical? Ou melhor, como foi que tudo acabou em "samba"?

Fiquei durante dois anos e meio com Grupo de Chorinho Entre Amigos  e, atualmente, estou com este  formato Maryzelia e os Coisinho, há  um ano e nove meses.Por enquanto, tocamos em  Feira de Santana e regiões circunvizinhas... Ipirá, Irará, Sátiro Dias, Santa Bárbara, Santo Amaro... Tudo se iniciou com samba, desde quando fui gerada...kkk .Na verdade, meus pais na época em que namoravam.. diziam que se chegasse a se casar e ter filhos, e a primeira fosse menina e gostasse de samba.... meu nome é a junção deles Mauricio e Zélia = Maryzelia... dái se tira né? não tinha como não dar samba. E daí estamos devagarzinho e sempre...com muita responsabilidade,respeito FÉ EM DEUS E PÉ NA TÁBUA!




Todo artista traz em si um pouco de seus antecessores.Quais os nomes que contribuíram, e contribuem, para sua formação musical?

Quateto em Cy, Viniicus de Moraes, Tom Jobim, Toquinho, Clara Nunes, Jovelina ,Beth,Dicró, Jorje Aragão, Fundo de QUintal,Benito di Paula,Cartola, Adoniran Barbosa,Paulinho da Viola,Dorival Caymmi,Djavan, Caetano, Maria Betania...
 .A sambista Mariene de Castro tornou-se uma referência feminina do samba da Bahia, sendo reconhecida nacionalmente.Para você,qual a importância dessa artista para a Música Popular Brasileira?

Representante da nossa cultura popular, que rege na nossa BAHIA efervescente  e mostra ao mundo lá fora.

Além da música, quais são suas outras paixões?

A ARTE numa  visão Macro


Rapidinhas:

Um sonho realizado: Acreditar que posso, mesmo tendo o receio que faz parte da vida.
Um sonho a conquistar: Ter qualidade de vida com arte ímpar que é a MÚSICA
Uma frase: Não tenha medo da mudança. Coisas boas se vão, para que melhores possam vir.
A trilha sonora de sua vida: A vitória demora, mas vem...
Um momento muito importante: Participação do UNIFEST (Festival Universitário de Música) na Concha Acústica.
Três coisas essenciais: Vida, Saúde, AMOR(amigos,família)

O que os fãs podem esperar ainda para este segundo semestre?

Menina...boa pergunta... estamos vendo a possibilidade da gravação do nosso cd.

Qual a sua agenda para os próximos dias, meses....?

Toda sexta no Botekim a partir das 22h (Avenida João Durval)
20 de agosto Feira do Livro às 20h, na praça do Fórum, e festas particulares.



Fotos: http://maryzeliaeoscoisinho.blogspot.com/

Entrevista realizada via e-mail.

Exposições no Cuca homenageiam Senhora Santana


   Na semana festiva em comemoração à padroeira da cidade, a Galeria de Arte Carlo Barbosa e o Museu Regional de Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) brindam o público com as exposições “Sant’Anas de Osmundo”, do artista plástico Osmundo Teixeira e  a coletiva “Sant’Ana - Imagens seculares e uma história com novos olhares”.
   Com a curadoria da Galeria Prova do Artista, as duas mostras estão programadas para esta quinta-feira (7), às 19h, e permanecem em cartaz até Santana - Osmundo Teixeira18 de agosto. A exposição de Osmundo, na Galeria Carlo Barbosa, no Cuca, apresenta 10 esculturas em tamanhos diversos, inspiradas na iconografia de Santana, abrangendo a vida da familiar da santa, como também a de Nossa Senhora e São Joaquim.
   Já a exposição “Sant’Ana”, apoiada pela Paróquia do Santíssimo Sacramento Arquidiocese de São Salvador da Bahia, reúne  no Museu Regional de Arte, cerca de 30 obras de artistas baianos contemporâneos, que através de diferentes linguagens buscaram novos diálogos.
   “Apoiar iniciativas que visam a recuperação da memória histórica e artística baiana, é um dever de toda instituição que valoriza a cultura”, afirma o artista plástico Cesar Romero. Por isso mesmo, acrescenta, “o Museu Regional de Arte e a Galeria Carlo Barbosa abrem as portas para que o público tenha a oportunidade de apreciar as obras ali expostas”.
   Participam da coletiva os artistas baianos Luiz Humberto de Carvalho, Washington Falcão, Juraci Dórea, Dom Gregório Paixão, Gil Mário, Eliana Kertz, Sergio Rabinovitz, Cesar Romero, Guache Marques, Lucia Biondi, Maria Adair, e muitos outros.
Socorro Pitombo – Assessoria Cuca
6/7/11

Festival Literário e Cultural de Feira de Santana

Imagem divulgação